De olho no Sertões, Gunter estreia carro novo no Rally Cuesta

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Prova acontece neste final de semana em Botucatu (SP) e piloto fará sua primeira competição a bordo do Mistubishi ASX da FD Rally

O Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country volta à ativa neste final de semana em Botucatu com a disputa da sétima e oitava etapas. O Rally Cuesta, que já tem mais de 100 veículos inscritos, terá uma estreia na temporada. Gunter Hinkelmann fará sua primeira prova a bordo do Mitsubishi ASX, e terá Deco Muniz como navegador.

“É o início de uma nova fase: com carro e navegador novos, quero tentar alcançar a melhor posição, com foco total naquela que é considerada uma das provas mais difíceis do mundo, que é o Sertões”, diz Gunter, campeão da Mitsubishi Cup em 2018 com a FD Rally, para a qual disputará a atual temporada.

Veja também:

Rota Sul consagra os campeões da Temporada 2019 de Rally Cross Country Rota Sul consagra os campeões da Temporada 2019 de Rally Cross Country
"Buggões" vencem mais uma prova na temporada e projetam um 2020 competitivo nos Carros...
Ello MotorSports conquistou o quarto lugar no Sertões Series Rota Sul Ello MotorSports conquistou o quarto lugar no Sertões Series Rota Sul
A dupla Salvio da Costa Júnior e o navegador Eduardo Alexandre da Silva subiu ao pódio da categoria Production T2, em uma competição que inovou e...

A estratégia de Gunter é fazer as duas próximas provas do Brasileiro como preparação visando o Sertões. “Também para afinar o entrosamento entre piloto, navegador, carro e equipe. Será uma experiência interessante ter ao meu lado u m dos melhores navegadores do Brasil”, disse, referindo-se a Deco Muniz.

O ASX é um bólido da classe T1 FIA, a mais rápida do rali cross country mundial. Com chassi tubular e suspensão independente nas quatro rodas, o conjunto é empurrado por um motor diesel de três litros e seis cilindros, bi-turbo, contando com tração integral e câmbio sequencial de seis marchas.

“Comparado aos outros carros que guiei, o grande diferencial dele é o torque, por ser turbo diesel. Então, nas retomadas a força é bruta; o motor “cresce” muito mais rápido do que os motores a gasolina, por exemplo. O ASX é mais duro, muito parecido com um kart, nervoso, com traseira inquieta em situações de buracos ou valetas, e isso requer o triplo de atenção ao volante, pois o carro é muito rápido”, explicou.

Com dois dias de disputa, o Rally Cuesta terá um total de 350 quilômetros de disputa e um prólogo de 10 quilômetros na área rural de Botucatu.

CLEBER BERNUCI
P1 Media Relations

Classificados



Paceria Oficial