Sertões: Fãs do Pará viajam até 1.000 quilômetros para encontrar os ídolos do rali

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Casal da cidade de Xinguara, a mais de 700 quilômetros de Belém, viajaram até o Tocantins, onde o Sertões concluiu nesta quarta-feira a etapa que levou os competidores a Porto Nacional

O Rally dos Sertões desperta curiosidade e paixão por onde passa. É comum ver, nas cidades onde a caravana do principal rali brasileiro chega, a quantidade de moradores locais se aglomerando para ver de perto os carros, as motos, os pilotos e saber como cada um se sai na disputa.

Nesta quarta-feira (28), dia em que foi concluída a disputa da quarta etapa, o casal Dinaldo e Luana Mendes viajaram de Xinguara, no Pará, até Porto Nacional, no Tocantins. São 570 quilômetros de deslocamento só para ver de perto os ídolos – os irmãos Cristian e Marcos Baumgart.

Veja também:

Classificação atualizada do Brasileiro de Rally Cross Country após Rally dos Sertões Classificação atualizada do Brasileiro de Rally Cross Country após Rally dos Sertões
Entre os pilotos, Mauro Guedes lidera na T1, Marcos Moraes na Protótipos, Vilson Thomas na Pró Brasil, Cristiano Rocha na Super Production, Paulo...
Glauber Fontoura/Minae Miyauti leva o título da Production T2 ao final do Sertões Glauber Fontoura/Minae Miyauti leva o título da Production T2 ao final do Sertões
No Rally de Regularidade, Sandra Dias /Igor Quirrenbach superam os desafios e encerraram o rali novamente com pódio (3o na Master). Das 16 duplas da...

“Quando o rali passa por alguma cidade que fica a menos de mil quilômetros de onde vivemos, damos um jeito de ir conferir de perto”, destaca Dinaldo, que é autônomo e nas horas vagas é piloto de motocross. A paixão pelo rali vem desde 2005, e pela equipe X Rally Team, desde 2016, quando Cristian Baumgart e Beco Andreotti ganharam o primeiro dos três Sertões da dupla.

“Fomos até Ponte Alta e depois Palmas, nas duas etapas finais daquele ano, e tanto o Cristian como o Marcos nos receberam dentro da equipe. Foi uma coisa espetacular o profissionalismo e a simpatia deles, nos recebendo com alegria e conversando bastante com a gente. Aí não tem nem como torcer para outro”, confessa Dinaldo.

Outra demonstração de carinho com a equipe veio de Izadora, de 8 anos, aluna do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Evangélica Araguaia, em São Miguel do Araguaia (GO), chegada da etapa anterior. Aos alunos foi dada a tarefa de desenhar o que gostariam de ver quando a caravana do Sertões chegasse à cidade. Izadora desenhou uma moto e também o carro da equipe, com o número 301 carregado por Baumgart e Andreotti.

“São coisas que a gente, sinceramente, não espera. A gente fica tão concentrado, tentando fazer o nosso melhor, competindo em um ambiente difícil, hostil, com adversários difíceis, e quando a gente recebe esse tipo de carinho é algo surpreendente e que nos emociona muito”, derrete-se Cristian.

Segundo ele, o carinho serve de combustível para o time seguir. “Acho que fiquei tão feliz quanto eles de ser reconhecido. O mínimo que a gente tem de fazer é dar atenção, interagir, saber de onde essas pessoas vêm. Fazemos rali porque gostamos, mas este carinho das pessoas que gostam da gente é um combustível inestimável”, conclui Cristian.

Vitória na quarta etapa e liderança mantida

Antes de se emocionar com a visita do casal de fãs paraenses, Cristian venceu mais uma etapa do Sertões ao lado do navegador Beco Andreotti. O trecho cronometrado de 277 quilômetros entre São Miguel do Araguaia (GO) e Porto Nacional (TO) foi, em sua opinião, o mais divertido do rali até agora.

“Espetacular, não tem outra palavra para descrever o trecho de hoje. Parecia uma etapa do WRC (o mundial de rali de velocidade). Rápida, sinuosa, com saltos, paisagens belíssimas e absurdamente divertida de pilotar”, destacou o atual tricampeão do Sertões, que com a vitória na quarta etapa aumenta sua margem na liderança acumulada para 6min56s sobre Guilherme Spinelli e Youssef Haddad.

Marcos Baumgart e Kleber Cincea tiveram, desta vez, uma etapa limpa. Tentando recuperar terreno, terminaram com o quinto melhor tempo, e agora são quarto na classificação geral entre os carros. “Os dois dias anteriores foram um pouco ruins por motivos diversos, e hoje foi bem mais divertido. Claro que buscamos recuperar o terreno perdido, mas ainda temos mais etapas pela frente”, afirmou.

A quinta-feira (29) marca o início da segunda metade do Sertões 2019 com a etapa maratona, na qual os veículos não podem receber manutenção por parte das equipes. A caravana, agora, entra na temida região do Jalapão para 300 quilômetros cronometrados até São Félix do Tocantins (TO).

Etapas restantes: Sertões 2019 – 24/08 a 01/09

5ª etapa – 29/08 – MARATONA
Porto Nacional (TO) - São Félix do Tocantins (TO)
Trecho Cronometrado – 300 km
Total: 435 km

6ª etapa – 30/08
São Félix do Tocantins (TO) - Bom Jesus (PI)
Trecho Cronometrado – 540 km
Total: 542 km

7ª etapa – 31/08
Bom Jesus (PI) Crateús (CE)
Trecho Cronometrado – 320 km
Total: 941 km

8ª etapa – 01/09
Crateús (CE) - Aquiraz (CE)
Trecho Cronometrado – 30 km
Total: 405 km

Total da Prova: 4.887,59 km
Total Cronometrado (Especiais): 2.858,46 km

Site Oficial X Rally Team
Facebook
Instagram: @xrallyteam

P1 Media Relations
CLEBER BERNUCI – MTb 40.166sp
Foto: Fotop

Classificados



Paceria Oficial