Com terceiro lugar, Fernando Rosset fecha estreia no Sertões

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Primeira participação no maior rali das Américas encheu novato de orgulho - e também de experiência

“Envelheci uns cinco anos nestes oito dias, mas eu não poderia estar mais feliz”. O Sertões de estreia de Fernando Rosset foi considerado o mais difícil dos 26 anos de história do evento. E conseguir terminar uma edição tão exigente e desgastante é, na opinião do paulistano de 44 anos, um feito a ser considerado.

Fernando disputou a prova a bordo da Ranger construída pela equipe X Rally Team e teve o experiente Fabrício Bianchini como navegador. E completou os mais de 4,8 mil quilômetros de prova entre Campo Grande e Aquiraz tirando lições importantes.

Veja também:

VÍDEO | Sertões volta à SP com largada na capital e o Rally de São Paulo VÍDEO | Sertões volta à SP com largada na capital e o Rally de São Paulo
Maior rally das Américas reencontra as suas origens paulistas. Vale do Ribeira será palco do Rally de SP e do projeto Social do Sertões...
Classificação atualizada do Brasileiro de Rally Cross Country após Rally dos Sertões Classificação atualizada do Brasileiro de Rally Cross Country após Rally dos Sertões
Entre os pilotos, Mauro Guedes lidera na T1, Marcos Moraes na Protótipos, Vilson Thomas na Pró Brasil, Cristiano Rocha na Super Production, Paulo...

“O Sertões é gigante, e eu não tinha ideia da dimensão deste evento, das dificuldades, do Brasil que existe neste interiorzão”, revela. “Segunda coisa, sempre confiar no navegador. No começo eu tratava de ouvi-lo e com o passar dos dias eu fui percebendo que ele não era só os olhos do piloto, mas também uma peça fundamental na pilotagem. Terceiro, trabalho em equipe é tudo e eu posso dizer que tive um suporte fenomenal dentro da X Rally, com muita gente experiente me mostrando o caminho”, disse.

Sobre ter sido o 12º colocado no geral entre os carros e terceiro na classe T1 Brasil, Rosset lembra que no início seu objetivo principal era terminar o rali. “Depois a gente vai pegando ritmo, aprendendo, errando, consertando, encarando problemas. E isso vai tornando a dupla mais forte e mais entrosada. Devo dizer que estou nas nuvens com o resultado. Foi fantástico pelo trabalho de todo mundo dentro e fora do time”, concluiu.

Resultado final Sertões 2019 – classe T1 Brasil (carros):
1. Gunter Hinkelmann/Deco Muniz (Mitsubishi ASX Racing)
2. Mauro Guedes/Filipe Bianchini (X Rally Ranger)
3. Fernando Rosset/Fabrício Bianchini (X Rally Ranger)
4. Michel Terpins/Maykel Justo (X Rally Ranger)

P1 Media Relations
CLEBER BERNUCI
Foto: Fotop

Classificados



Paceria Oficial