Sertões: Superada a 2ª etapa, Bianchini Rally encara hoje (16) a Especial que chega ao Piauí

Sertões: Superada a 2ª etapa, Bianchini Rally encara hoje (16) a Especial que chega ao Piauí

Vitória do argentino Manuel Andujar, atual campeão do Dakar, nos quadriciclos. A 3ª etapa terá como destino São Raimundo Nonato

No segundo dia da 29ª edição do Sertões, os competidores chegaram a Pernambuco, na cidade de Araripina, após percorrerem uma Especial de 249 km de um total de 511 do dia. Mais uma etapa dura e cheia de desafios para Bianchini Rally. Nas motos, Cristhiano Pressi (Husqvarna FE450) fechou em 4º na na Moto 3 (3h24m35s) e está na P4 no acumulado da categoria. Já Marcos Colvero (Husqvarna FE 501) #46 completou em 6º na Moto 1 (3h26m41s) e está na mesma posição no acumulado. Nos quadriciclos, vitória de Manuel Andujar (Yamaha Raptor 700) #107. O argentino, atual campeão do Dakar, havia assumido a liderança no acumulado, mas devido a uma penalização caiu para vice-líder. Mas Andujar é o líder no Mundial, com o resultado de domingo, uma vez que nessa edição a prova é válida pelo Campeonato Mundial de Rally Cross Country FIM.

As duplas de UTV driblaram algumas adversidades na Especial, entre a Patos/ PA e o município de Araripina. Gustavo Zanforlin/Andre Munhoz #235 tiveram um pneu furado entre outros imprevistos mas completaram em 16º na UT2. Devido a uma pedra, o piloto estreante no Sertões, Eduardo Teixeira #284, teve a suspensão traseira arrancada mas o navegador Túlio Taniguchi improvisou e amarrou com um arame e conseguiram completar a tempo, em 17ª na UTV Over 45. Já Marcos Finato/Guilherme Holanda #252 vinham em um bom ritmo de prova mas perderam uma roda em uma curva e não puderam completar a Especial.

Terpins/Bianchini estão em 3º na T1 Brasil – Nos carros, Michel Terpins/Fabrício Bianchini #322 completaram mais um dia que não deu moleza, com trechos sinuosos, outros travados, muitas pedras e adversidades, mas a Ford Ranger preparada pela XRally Team teve um bom desempenho. A dupla fechou a 2ª etapa na 4ª posição na categoria T1 Brasil, em 3h15m03s. Já no acumulado estão em 3º. Vale ressaltar que são 37 carros no grid destes, seis são da T1 Brasil, e a disputa promete. “Especial muito boa, do jeito que gostamos, que dá trabalho, exige mais do piloto e navegador mas também do equipamento e para isso temos uma nave para competir. Que bom que o rali só está começando e temos muitos dias ainda para nos divertir e fazer o que a gente gosta”, afirma Bianchini, que nesta edição está navegando. Piloto versátil, experiente e com boa leitura de terreno. Já competiu onze anos nas motos, depois pilotou carros, UTV e, no ano passado, competiu de Buggy V6 e completa agora 21 anos de Sertões.

Veja também:

Sertões volta ao mar no último dia para consagrar campeões Sertões volta ao mar no último dia para consagrar campeões
Com o cancelamento da última especial em função das chuvas, competidores farão deslocamento de Arapiraca (AL) a Tamandaré (PE), onde os campeões da...
Líderes mantidos ao fim da Maratona. Sertões avança pelos caminhos de Lampião Líderes mantidos ao fim da Maratona. Sertões avança pelos caminhos de Lampião
Segunda perna da Maratona levou a caravana de Xique-Xique a Petrolina, a 'Capital do Sertão...

Depoimentos sobre a etapa 2:

Manuel Andujar (Argentina), estreante na prova, Campeão do Dakar 2021 nos quadris – “Fiquei muito feliz por ter vencido minha primeira etapa no Sertões. Foi uma prova bem divertida com uma navegação diferente. Mas só teve um momento que levei um susto porque bati numa cerca, mas está tudo bem. E estou de olho na pontuação para o campeonato mundial (Sertões válido pelo Mundial de Rally Cross Country FIM e Manuel é o vice-líder nos quadris, após ter sido campeão do Dakar em janeiro).”

Marcos Colvero (Porto Alegre/RS), 9ª participação, motos – “Dia divertido, foi uma Especial bem mais solta, menos quebradeira do que foi no primeiro dia. Mantive um ritmo bom de prova e completei mais. Vamos para a próxima.”

Cristhiano Pressi (Sorriso/MT), estreante na prova, motos – “Meu primeiro Sertões e então tracei uma estratégia de me manter sempre entre os 20 na geral e estou conseguindo até aqui. Estou em 4º na Moto 3 e seguindo dia a dia, essa Especial do hoje foi mais rápida do que ontem, estou mantendo meu ritmo e vamos evoluindo a cada dia.”

Gustavo Zanforlin (Barueri/SP), 2ª participação e um título na UT3 em 2020, UTV – “Foi um dia duro, furamos um pneu, depois que voltamos para prova peguei muito poeira dos carros e não consegui acelerar o que queria. Mas o rali está só começando faltam sete dias.

Túlio Taniguchi (Avaré/SP), navegador de Eduardo Teixeira, 2ª participação, UTV – “Estávamos indo super bem, mas lá pelo Km cento e pouco bateu uma pedra na suspensão dianteira, que saiu inteira e perdemos mais de uma hora tentando consertar, daí amarramos com arame voltamos para prova e conseguimos completar a etapa.”

Marcos Finato (Barueri/SP), 11ª participação e um título nas motos Super Production, UTV – “Estávamos bem na prova, nos divertindo fazendo tudo certo, quando de repente fizemos uma curva e o UTV não fez a curva porque quebrou o eixo talvez e perdemos a roda e tivemos de esperar o resgate da equipe chegar. Coisas de rali, mas estamos no jogo, que venha a próxima etapa.”

A semana começa com uma etapa entre Araripina (PE) e São Raimundo Nonato (PI). Serão 220 km de Especial e um total do dia de 415km. Terceiro dia de uma etapa completa com variações de piso, muitas erosões, pedras, travessia de rios secos. Este ano o Sertões tem nove etapas, é 100% no Nordeste e o rali termina no domingo, 22, em Tamandaré (PE).

A Bianchini Rally/Power Husky, com sede em Alphaville/Barueri, tem patrocínio da Rock, Army, Borilli Racing e apoio da Hupi, McDonald Pelz, O Mundo de Maria, Bull Sertões, Vedacit, XRally Team, Máfia do Rally e Petrolam. Mais informações: www.bianchinirally.com.br, Facebook @equipebianchinirally e Instagram @bianchinirally

ROTEIRO SERTÕES 2021

16/8 - 3ª etapa “S.Raimundo Nonato”: Araripina (PE) / S.Raimundo Nonato (PI)
DI -150 km | TE – 220 km | DF 45 km | Total= 451 Km
Local de chegada: Parque de Exposições - São Raimundo Nonato (PI)

17/8 - 4ª etapa “Laço do Vaqueiro”: S. Raimundo Nonato/ S.Raimundo Nonato(PI)
DI – 0 km |TE – 316 km |DF – 5 km | Total= 321 km
Local de chegada: Parque de Exposições - São Raimundo Nonato (PI)

18/8 - 5ª etapa “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)
DI – 14 km | TE – 329 km | DF – 100 km |Total = 422 km (MARATONA)
Local de chegada: Parque Aquático Ponta das Pedras

19/8 - 6ª etapa “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)
DI – 0 km | TE – 328 km | DF – 148 km |Total = 476 km (FIM MARATONA)
Local de chegada: Pátio de evento Ana das Carrancas

20/8 - 7ª etapa “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)
DI – 139 km | TE – 240 km | DF – 62 km |TOTAL= 441 km
Local de chegada: Cidade Universitária

21/8 - 8ª etapa “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)
DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km
Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

22/8 - 9ªetapa “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)
DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km
Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki
Foto: Ricardo Leizer/Fotop