Maratona embola disputa. Velho Chico acompanha Sertões rumo a Petrolina

Maratona embola disputa. Velho Chico acompanha Sertões rumo a Petrolina

Em dia de Maratona, Metge (Motos) vence a quarta e amplia vantagem. No duelo Brasil x Argentina nos Quads, 4x1 para o Brasil. Nos Carros, Cristian/Beco vence a primeira e cola do irmão

Nos UTVs disputa esquenta mais, em dia de vitória de Otávio/Wladimir, o quarto vencedor em 5 etapas

Etapa dura, mas com visuais incríveis do Rio São Francisco. Nenhum dia no Sertões é fácil. Alguns, no entanto, são especialmente exigentes. Tradicionalmente, as etapas Maratona (com assistência externa proibida) se encaixam nessa descrição e costumam mexer com a classificação da prova. Ainda mais quando a organização do maior rally das Américas inclui no roteiro a maior quilometragem consecutiva de areia em 29 edições da prova: 220km. Chegar a Xique-Xique (BA) após largar de São Raimundo Nonato (PI) nessas condições não foi tarefa fácil, mesmo para quem está acostumado a este tipo de piso. Adicione-se a isso a necessidade de poupar o equipamento para a segunda perna, nesta quinta-feira, quando a caravana ruma para Petrolina (PE), tendo o Rio São Francisco como cenário de fundo.

O Velho Chico já deu o ar da graça nesta quarta-feira. Presenteou pilotos e navegadores com a visão da travessia de balsa entre Barra e Xique-Xique. A especial do dia usou trechos empregados na etapa dos 10 anos do Sertões (2002), mas em sentido contrário. Para a grande maioria do pelotão, uma novidade total.

Veja também:

Sertões: Off Road Rally Team segue marcando presença no top-10 Sertões: Off Road Rally Team segue marcando presença no top-10
Mauro Guedes/Eduardo Bampi ocupam a sétima colocação na Geral, seguidos por Michel Terpins/Fabrício Bianchini em oitavo...
Accert Competições larga em terceiro entre os Pró Brasil, no Sertões 2021 Accert Competições larga em terceiro entre os Pró Brasil, no Sertões 2021
No prólogo desta sexta, Cristiano Rocha e Roberto Spessatto completaram o percurso de quase 11 quilômetros em 9min40seg, deixando a dupla na 26ª...

Se em duas categorias o dia serviu para que os líderes ampliassem sua vantagem, nas outras duas os resultados esquentaram ainda mais a disputa na geral. No primeiro caso estão as motos, com a quarta vitória consecutiva do francês Adrien Metge (Yamaha). Vitória, aliás, com V maiúsculo: conseguiu abrir exatos 10 minutos para o segundo colocado, Jean Azevedo (Honda). Com isso, a diferença entre os dois agora é de 10min37. A notícia triste do dia foi o abandono do atual campeão Ricardo Martins (Yamaha) após uma queda, felizmente sem ferimentos mais graves. Ele quebrou duas costelas, foi encaminhado para o Hospital de Irecê, e terá alta nesta noite, segundo relato do Dr Jorge Vigorito, médico do Sertões.

Situação semelhante nos quadriciclos, em que Marcelo Medeiros (Yamaha) voltou a ser o mais rápido e abriu 19min45 em relação ao argentino Manuel Andujar, atual campeão do Dakar. Nesta disputa entre Brasil x Argentina, está 4 a 1 para o Brasil.

Já nos UTVs a briga segue eletrizante. Em 5 etapas, 4 vencedores diferentes. Hoje os mais rápidos foram Otávio Leite/Wladimir Grunberg (Can-Am). Eles superaram os portugueses Alexandre Miguel/Fausto Mota (Can-Am), que já estão entre as revelações do Sertões 2021. Os atuais campeões Deninho Casarini/Ivo Mayer (Can-Am) conseguiram descontar 1min13 da desvantagem para os líderes Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro (Can-Am) - agora; 1min10 os separam, com quatro etapas restando.

A disputa particular entre os irmãos Baumgart ganhou mais um capítulo nesta primeira perna da Maratona. Cristian e Beco (Toyota) foram os mais rápido e conquistaram a primeira vitória nesta edição do Sertões e também reduziu a diferença que o separava de Marcos - neste caso, para apenas 20.8s.

No total 15 UTVs, 10 carros e 9 motos não terminaram a etapa de hoje. O QUE ELES DISSERAM

Adrien Metge (Motos)

"Lugar bonito, dá muita vontade de mergulhar no rio depois da etapa, muito calor. Tudo certo hoje, uma etapa boa, com muita areia, abri a especial e fiz uma navegação com poucos erros. Não tive nenhum problema, a moto chegou ao parque fechado perfeita, troquei apenas o filtro de ar. Estou pronto para amanhã".

Marcelo Medeiros (Quads)

"Hoje foi uma etapa puxada, com o calor você começa a desidratar e a cansar. Foi muita areia, mas estou acostumado a andar na areia no meu estado, o Maranhão. Vim meio conservador para não errar a navegação e cheguei bem, sem problemas no quadriciclo".

Cristian Baumgart (Carros)

"Para todos os competidores foi um rally duríssimo até agora. A briga com o Marcos está constante e vai até o fim assim. Eu tiro 10 segundos e aí ele vai e abre 10, não vou dar moleza pra ele, não quero ser vice mais uma vez".

Du Sachs (Diretor de prova)

"Esse rally está interessante: quando os pilotos pensam que a coisa vai dar uma amansada, ela engrossa mais ainda. Nessa primeira perna da Maratona, os pilotos viram areia como nunca no Sertões. A segunda perna não é tão dura, mas é a soma das duas: quem conseguiu poupar o eequipamento vai conseguir andar rápido amanhã".

6ª ETAPA (FIM DA MARATONA)
Quinta-feira 19/08 – Xique-Xique (BA) - Petrolina (PE).
DI – 0KM TE – 328,35KM DF – 147,89KM - TOTAL: 476,25KM
Velho Chico

Saindo de Xique-Xique, o Sertões 100% Sertão segue as margens do Rio São Francisco, ou Velho Chico, como é conhecido. Um rio cheio de mistérios e superstições. Uma das mais famosas é a lenda do Minhocão, uma serpente gigantesca que vive nas profundezas do Rio São Francisco e destrói barcos e casas. O monstro do lago Ness é fichinha perto do nosso Minhocão! Tem outra lenda que vale a pena falar: todo dia à meia noite o Velho Chico “ tira uma soneca”. Nesse momento, a água pára de correr e as cachoeiras param de cair, por isso é recomendado que antes de beber água do rio de noite se jogue uma pedrinha para ver se ele está dormindo. Mas o que não é lenda e é bonito de ver é que com a transposição do Rio, o que era seco virou verde e a ideia de que o sertão é só terra rachada ficou para trás! E para não perder o embalo, a Etapa Velho Chico chega na cidade de Petrolina. Que ganhou esse nome em homenagem ao Imperador Brasileiro Dom Pedro II e sua mulher Tereza Cristina. Pedro + Cristina = Petrolina!

Os pilotos deixarão o parque fechado da Maratona já em regime de prova. Será uma especial muito rápida com trechos de média e alta velocidade. Fica um pouco mais travada no meio até o abastecimento. Fica mais rápida novamente e entra em um trecho mais travado e sinuoso com muitas erosões e pedras. No trecho final a prova volta a ficar rápida com trechos de altas velocidades até o final da especial.

RESULTADOS (* extra-oficiais)
5ª ETAPA (INÍCIO MARATONA)
Quarta-feira 18/08 – São Raimundo Nonato (PI) - Xique-Xique (BA)
DI – 13,77KM TE – 328,75KM DF – 99,75KM - TOTAL: 442,28KM
"Xique-Xique"

MOTOS

1) #4 Adrien Metge, (1)MT1, Yamaha WR450F, 4h30min35
2) #3 Jean Azevedo, (2)MT1, Honda CRF450RX, 4h40min38
3) #7 Gregório Caselani, (3)MT1, Honda CRF450RX, 4h42min21
4) #6 Júlio Zavatti, (1)MT2, Honda CRF450RX, 4h45min23
5) #5 Túlio Malta, (2)MT2, Yamaha WR450F, 4h51min00

QUADS

1) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM700R, 5h05min17
2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, 5h19min06
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, 5h34min18seg

UTV

1) #225 Otávio Leite/Wladimir Grunberg, (1)UT2, Can-Am Maverick X3, 4h40min48
2) #277 Alexandre Miguel/Fausto Mota, (1)UT1, Can-Am Maverick X3, 4h41min07
3) #201 Denísio Casarini/Ivo Mayer, (2)UT1, Can-Am Maverick X3, 4h41min09
4) #206 Denísio do Nascimento/Idali Bosse, (3)UT1, Can-Am Maverick X3, 4h41min48
5) #205 Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro, (4)UT1, Can-Am Maverick X3, 4h42min22

CARROS

1) #303 Cristian Baumgart/Beco Andreotti, (1)T1 FIA, Toyota Hilux IMA 2021, 4h18min29
2) #373 Marcelo Gastaldi/Cadu Sachs, (2)T1FIA, Buggy Century CR-6, 4h21min17
3) #301 Marcos Baumgart/Kleber Cincea, (3)T1FIA, Toyota Hilux IMA 2021, 4h21min28
4) #304 Adroaldo Weisheimer/Fred Budtikevitz, (1)T1B, Ford Ranger V8, 4h29min10
5) #315 Sylvio de Barros/Rafael Capoani, (4)T1 FIA, Toyota Hilux IMA 2021, 4h31min17

CLASSIFICAÇÃO GERAL

MOTOS

1) #4 Adrien Metge, (1)MT1, Yamaha WR450F, 19h54min00
2) #3 Jean Azevedo, (2)MT1, Honda CRF450RX, 20h04min37
3) #6 Júlio Zavatti, (1)MT2, Honda CRF450RX, 20h16min29
4) #5 Túlio Malta, (2)MT2, Yamaha WR450F, 20h23min35
5) #7 Gregório Caselani, (3)MT2, Honda CRF450RX, 20h42min11

QUADS

1) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM700R, 21h19min51
2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, 21h39min36
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, 22h57min08

UTV

1) #205 Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro, (1)UT1, Can-Am Maverick X3, 20h14min11
2) #201 Denísio Casarini/Ivo Meyer, (2)UT1, Can-Am Maverick X3, 20h15min21
3) #250 André Hort/Matheus Mazzei, (3)UT1, Can-Am Maverick X3, 20h25min56
3) #202 Rodrigo Luppi/Maykel Justo, (4)UT1, Can-Am Maverick X3, 20h30min00
4) #267 João Monteiro/Victor Melo, (5)UT1, Can-Am Maverick X3, 20h31min32

CARROS

1) #301 Marcos Baumgart/Kleber Cincea, (1)T1FIA, Toyota Hilux IMA 2021, 19h06min57
2) #302 Cristian Baumgart/Beco Andreotti, (2)T1 FIA, Toyota Hilux IMA 2021, 19h07min18
3) #315 Sylvio de Barros/Rafael Capoani, (3)T1 FIA, Toyota Hilux IMA 2021, 19h36min02
4) #368 Julio Capua/Emerson Cavassin, (4)T1FIA, Toyota Hilux V8, 20h10min34
5) #359 Dan Nacif/Marco Túlio Lana, (1)OP, Buggy Giaffone V8, 20h17min52

Siga-nos em nossas redes sociais e saiba tudo sobre o SERTÕES:

Site: www.sertoes.com
Instagram: @sertoes
Facebook: https://www.facebook.com/sertoesoficial
Youtube.com/sertoesoficial
Twitter.com/sertoesoficial

Comunicação Sertões
Meg Cotrim
Isis Moretti
Rodrigo Gini
Foto: Victor Eleuterio