Cross Country

Campeonato Brasileiro de Rally

Honda faz 'dobradinha' na segunda etapa do Rally dos Sertões com Gregorio Caselani e Jean Azevedo

Gregorio Caselani venceu a segunda etapa do Rally dos Sertões
Cavalcante (GO) – Gregorio Caselani foi o primeiro piloto de moto a chegar a Cavalcante (GO), nesta segunda-feira (dia 5). A cidade goiana é o ponto de encerramento da segunda etapa do Rally dos Sertões 2016. Jean Azevedo terminou em segundo. Tunico Maciel, que também integra a Equipe Honda, caiu e não completou, mas está bem e deve largar nesta terça-feira (dia 6), quando a prova segue em direção a Posse (GO). No acumulado dos dois dias, Jean lidera e Gregorio é o segundo. Os 418,3 quilômetros (374,8 quilômetros cronometrados) foram concluídos por Gregorio em 5h06min34. Jean percorreu o trecho em 5h09min19. O terceiro do dia foi Ricardo Martins, com 5h10min59. Gregorio destacou o duelo com o companheiro de equipe Jean Azevedo. “Foi um início de especial muito travado. Os primeiros 80 quilômetros foram só de trilhas. Consegui imprimir um ritmo muito bom, passei o Jean e abri. Mas depois, entre o quilômetros 120 e 150, cometi alguns erros e ele acabou me passando. Na sequência, eu cheguei nele de novo, mas não consegui ultrapassar. Após o abastecimento, a especial tornou-se muito rápida. No quilômetro 250 eu passei por ele e fomos assim até o final”, detalhou o gaúcho. “Foi uma etapa longa, dura e com um início bastante desgastante. Larguei em primeiro novamente e hoje peguei quatro porteiras fechadas. Mas foi só o segundo dia e tem muita prova para a gente andar”, afirmou Jean Azevedo. Tunico Maciel caiu no quilômetro 256 do trecho cronometrado e abandonou a etapa. O piloto mineiro não sofreu contusões e deverá largar nesta terça-feira. Terceira etapa
Até Posse, os pilotos e navegadores vão enfrentar 643,48 quilômetros, sendo 376,41 cronometrados. Depois de um deslocamento inicial de 23 quilômetros, eles vão iniciar uma especial (contra o relógio) muito técnica. No início haverá estradas sinuosas, com muitas erosões e depressões. A prova prossegue por uma região montanhosa, com muitas subidas e descidas fortes e com trechos de trial. A rota se mantém sinuosa por estradas menores e com velocidade média. Mais à frente, prossegue por estradas de alta velocidade. O roteiro alterna pontos de média e alta velocidade, com muita navegação até o último trecho, quando o ritmo aumenta novamente e segue assim até o final. O piso predominante é o de cascalho. Porém, com muitas pedras, estradas de piçarra e pequenos trechos de areia. Resultados das motos
Segunda etapa (extra-oficial)
1º Gregorio Caselani 5h06min34
2º Jean Azevedo 5h09min19
3º Ricardo Martins 5h10min59 Acumulado (extra-oficial)
1º Jean Azevedo 6h48min03
2º Gregorio Caselani 6h48min16
3º Ricardo Martins 6h51min33 VIPCOMM
Assessoria de Imprensa Honda Racing
Jornalistas responsáveis: Ricardo Ribeiro/Nilton Valentim/Nathalia Torquato
Foto: Doni Castilho/Vipcomm