Cross Country

Campeonato Brasileiro de Rally

O Rally dos Sertões cobrou seu primeiro pedágio da Equipe Kandangus

Quebra dentro do trecho cronometrado impediu a dupla de manter a regularidade
O Rally dos Sertões desse ano está se mostrando um verdadeiro teste de sobrevivência. Na etapa de ontem (06/09), entre Cavalcanti (GO) e Posse (GO), os competidores rodaram 643 km e apenas 22 dos 32 UTV´s conseguiram completar a prova dentro do tempo máximo estabelecido. A dupla Elson Cascão e Elson Meneses, da Kandangus Rally Team (Ipiranga/Cascol/Meneses Offroad/Cia. Athletica/MR1) chegou em 8º. lugar entre os UTV´s (7º. na categoria Turbo). Isso foi o suficiente para que avançassem para a 4ª. posição no tempo acumulado, 3º. na categoria Turbo! A etapa de hoje (07/06) foi entre Posse (GO) e Luís Eduardo Magalhães (BA), com 560 km. As dificuldades continuaram para todos: batida entre carros, quebras, rodas se soltando, uma moto que atropelou um cavalo a 120 km/h, vários abandonos e até picadas de abelhas testaram a resistência de máquinas, pilotos e navegadores. Para os pilotos candangos, o Rally dos Sertões cobrou seu primeiro pedágio: uma quebra dentro do trecho cronometrado impediu a dupla de manter a regularidade e completar a etapa. Com isso a equipe somará o tempo máximo permitido nessa etapa, de seis horas, ao seu acumulado. Numa prova comum isso significa estar fatalmente fora das primeiras posições, mas o Rally dos Sertões está cobrando um preço alto de todos. Mesmo com essa quebra a equipe Kandangus segue em 13º. lugar na geral, 10º. na sua categoria. A etapa maratona começa amanhã. As equipes disputam dois dias de prova, num trajeto de quase 1.000 km, sem apoio mecânico! A concentração agora é na manutenção dos carros, e nada está definido em termos de classificação, pois as dificuldades da etapa maratona podem prejudicar até os atuais líderes. Âncora Comunicação
Carla Spegiorin
Antonio Drummond
Foto: Gustavo Epifanio / FOTOP