Cross Country

Campeonato Brasileiro de Rally

Rally dos Sertões: Irmãos Varela voltam a brigar pelo título no Rally dos Sertões

Bruno e Gabriel Varela ocupam a terceira colocação em suas respectivas classes no UTV. Rodrigo Varela perdeu tempo com pane seca.
Bem que o piloto de UTV Gabriel Varela (Can-Am/Blindarte) prometeu que a ‘Família da Poeira’ não largaria o osso, depois de ter terminado a Especial de terça-feira no Rally dos Sertões rebocado pelo seu irmão mais velho Rodrigo Varela (Can-Am/Blindarte). Na quarta etapa, disputada neste feriado de 7 de setembro entre Posse (GO) e Luís Eduardo Magalhães, na Bahia, ele terminou a Especial cronometrada de 361,94 km com o melhor tempo da classe Pro, enquanto o seu irmão caçula Bruno Varela (Polaris One/Motul) foi o terceiro na classe Super Production. Com isto, ambos voltam à briga pelo título, ocupando a terceira colocação em suas respectivas classes. "Foi uma Especial muito rápida. Conseguimos andar num ritmo bom e chegar na Bahia sem problemas. Conseguimos recuperar bem passando de sexto para terceiro e tiramos um pouco a diferença para o líder. O mais importante é que chegamos com o nosso Maverick XDS inteiro e pronto para enfrentarmos a etapa Maratona a partir de amanhã (quinta-feira) ", avisa Gabriel, líder do Campeonato Brasileiro de Rally Baja e vice-campeão do Sertões no ano passado. O mais novo dos irmãos Varela também está se recuperando bem, já que na terça-feira ocupava a sétima colocação na prova. "Hoje foi um dia perfeito, felizmente terminamos bem e correu tudo bem com a gente. Foi uma etapa muito rápida, com muita reta, com pouca pedra e poucos saltos", comentou Bruno ao terminar em terceiro e subir para a mesma colocação na Super Production. "Agora vamos revisar o nosso Polaris RZR para a etapa Maratona, onde tudo pode ser decidido. Vamos ser se conseguimos uma colocação melhor na prova, não vamos desistir até o fim". Nesta etapa quem teve problema foi o experiente Rodrigo Varela, com pane seca. "Vínhamos muito bem, mas infelizmente uma mangueira de combustível cortou e ficamos pelo caminho. Amanhã (quinta-feira) vou prosseguir, principalmente para fazer um trabalho de equipe, ajudando os meus irmãos caso necessitem de algum apoio", planeja o atual campeão brasileiro de Rally Baja. Os mais rápidos no quarto dia na categoria Pro nos UTV foram: 1) Gabriel Varela/Gabriel Morales, Can-Am Maverick XDS, 4h01min16s; 2) Deninho Casarini/Luis Eckel, Can-Am Maverick XDS Turbo, 4h06min36s; 3) Leandro Torres/Lourival Roldan, UTV XT Proto, 4h09min08s; 4) Dimas Pimenta III/Rodrigo Konig, Can-Am, 4h10min09s; 5) Enrico Almeida/Alvaro Almeida, Can-Am Maverick 1000, 4h10min34s; 13) Rodrigo Varela/Mayckon Padilha, Can-Am Maverick XDS, 6h00min. Classificação depois de quatro dias na categoria Pro nos UTV: 1) Deninho Casarini/Luis Eckel, Can-Am Maverick XDS Turbo, 17h23min36s; 2) Pedro Queirolo/Gui Trombini, Can-Am Maverick Turbo, a 20min39s; 3) Gabriel Varela/Gabriel Morales, Can-Am Maverick XDS, a 24min57s; 4) Enrico Almeida/Alvaro Almeida, Can-Am Maverick 1000, a 30min12s; 5) Carlos Ambrósio/Cadu Sachs, Polaris, a 35min13s; 12) Rodrigo Varela/Mayckon Padilha, Can-Am Maverick XDS, a 9h32min22s. Os mais rápidos no quarto dia na categoria Super Production nos UTV foram: 1) Denísio Nascimento/Emílio Rockenbach, Polaris, 3h58min33s; 2) Bruno Sperancini/Breno Rezende, Can-Am Maverick, 4h09min19s; 3) Bruno Varela/João Arena, Polaris RZR, 4h12min46s; 4) Erley Ayala/Idali Bosse, Polaris RZR XP 1000, 4h19min15s; 5) Daniel Costa/Flávio Bisi, Polaris RZR XP, 4h22min29s. Classificação depois de quatro dias na categoria Super Production nos UTV: 1) Bruno Sperancini/Breno Rezende, Can-Am Maverick, 17h13min26s; 2) Erley Ayala/Idali Bosse, Polaris RZR XP 1000, a 2h17min53s; 3) Bruno Varela/João Arena, Polaris RZR, a 2h36min53s; 4) Osman Didi/Alexandre Branco, Can-Am Maverick, a 4h51min38s; 5) Daniel Costa/Flávio Bisi, Polaris RZR XP, 5h19min47s. Curta www.facebook.com/DivinoFogaoRallyTeam MasterMidia Marketing
João Alberto Otazú
Foto: Sanderson Pereira/Divulgação