Cross Country

Campeonato Brasileiro de Rally

Rally dos Sertões: Bulldog Racing completa quarta etapa na terceira posição

O piloto Flávio Lunardi e o navegador Fred Budtikevits seguem em uma disputa particular e de recuperação pelo pódio da categoria Production. A dupla completou o quarto dia de prova na marca de 04h07min00s
Enquanto a maioria das pessoas descansou no feriado nacional da Proclamação da Independência (que completou 194 anos nesta quarta-feira, 7 de setembro), os "sobreviventes" do 24º Rally dos Sertões davam sequência a jornada off-road pelo sertão do País. Acelerando pelas trilhas que cortam os lugares mais inóspitos deste Brasil, a caravana alcançou na quarta-feira, a cidade baiana de Luís Eduardo Magalhães, localizada no Oeste do Estado. Depois de encararem duras especiais, com setores travados e cheios de obstáculos naturais, a quarta etapa foi feita para os participantes acelerarem fundo. Com 560 quilômetros (362 quilômetros de trecho cronometrado), pilotos e navegadores se divertiram nas longas retas deste percurso, que fez subir o giro do motor. A Bulldog Racing, do piloto Flávio Lunardi e do navegador Fred Budtikevits, fez o tempo de 04h07min00s, cravando o terceiro lugar na Production T2, e a 17ª posição na Geral. Ontem (na terceira etapa), a organização do evento aplicou algumas penalizações e, com isso, a dupla melhorou posição, passando do quarto para o terceiro lugar do dia. No ranking acumulado, Lunardi e Budtikevits estão na quinta colocação da Production, e 23º na Geral. "Tento procurar palavras para descrever este rali, mas não encontro nada a altura dele. Está uma edição extremamente difícil, desgastante e com elevado nível técnico. Na minha opinião, acredito que esse Sertões é um rali mais voltado para estratégias de prova, pensando no dia-a-dia, do que puramente na velocidade. Por ter muitos obstáculos ao longo do caminho (alguns deles apresentam perigo eminente), os veículos têm sido exigidos demais", declarou Lunardi, que destacou. "Amanhã, inclusive, entraremos em um momento crítico do certame, no qual a classificação costuma ter reviravoltas. Vamos iniciar as duas etapas maratonas". Nesta quinta-feira, 08, o 24º Rally dos Sertões entrará no Tocantins - lugar onde estão reservadas as melhores (ou piores) surpresas desta edição. A quinta etapa terminará na cidade de Mateiros, TO, no Jalapão, depois de percorridos 461 quilômetros, com 425 quilômetros na luta contra o relógio. Pelo roteiro, estradas bem sinuosas, com muitas lombas e depressões. O terreno apresenta piçarra e, claro, areia. Os navegadores desempenharão papel fundamental nesta fase. Por se tratar da etapa maratona, os mecânicos das equipes não podem realizar a manutenção das máquinas ao final da prova. Somente os competidores é quem têm autorização para consertar o que for mais necessário (e o que estiver ao alcance deles). "Ou seja, poupar ao máximo a picape, para que ela tenha condição de prosseguir na segunda perna da maratona", disse Budtikevits. Programação - 24º Rally dos Sertões 08 de setembro - Etapa 5
Luís Eduardo Magalhães (BA) - Mateiros (TO)
Deslocamento inicial: 35,47 km
Trecho especial: 425,67 km
Deslocamento final: 0
Total do dia: 461,14 km 09 de setembro - Etapa 6
Mateiros (TO) - Ponte Alta (TO)
Deslocamento inicial: 0 km
Trecho especial: 514,98 km
Deslocamento final: 5,97 km
Total do dia: 520,95 km 10 de setembro - Etapa 7
Ponte Alta (TO) - Palmas (TO)
Deslocamento inicial: 4,61 km
Trecho especial: 191,54 km
Deslocamento final: 47,46 km
Total do dia: 243,61 km A equipe Bulldog Racing tem patrocínio de Luna Incorporadora. E apoio de Henz Engenharia Liberdade de Ideias
Isis Moretti
Foto: Doni Castilho/DFOTOS