WRC - Os primeiros dias do Rally de Monte-Carlo em detalhes

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O cronômetro está zerado, o relógio de largada faz a contagem regressiva. Está na hora de começar a primeira etapa do WRC aqui no Rallybr

Aqui estamos para a mais antiga prova de Rally do atual calendário e a ação começará cedo nos Alpes Franceses tendo já duas especiais na noite de quinta-feira 24/01 para compor o primeiro dia de competições.

Nas duas primeiras especiais do Rally de Monte-Carlo, a surpresa diante de pilotos e navegadores estava no fato de que a SS1 La Breole – Selonnet ser realizada durante a noite e com um detalhe característico da rally monegasco: a imprevisibilidade das condições de tempo, o que implica diretamente na escolha de pneus Diante disso, Ott Tanak / Martin Jarveoja com o seu Yaris assumem a liderança do rally ao lidar melhor com os trechos cobertos de gelo e neve. Tal neve que também já fez as suas primeira vítimas, Teemu Suninen / Marko Salminen ao sair de frente de uma curva, ficaram presos em uma valeta, danificando o seu carro e tendo que esperar pela regra do Rally2.

Ainda sobre escapadas, exatamente no mesmo ponto no qual Suninen escapou com o seu Fiesta, os jovens finlandeses da Skoda Kalle Rovanpera / Jonne Halttunen também saíram do asfalto, danificando a parte frontal do seu Skoda Fabia R5, válido pela WRC 2 Pro e terminaram a especial praticamente às cegas e no escuro.

Veja também:

EXCLUSIVO 🇵🇹 Galerias com mais de 130 fotos do WRC Portugal EXCLUSIVO 🇵🇹 Galerias com mais de 130 fotos do WRC Portugal
Confira as galerias de fotos exclusivas do fotógrafo Márcio Machado no WRC portugal...
WRC: Considerações Meridionais + 🇨🇱 Rally Chile 2019 🇨🇱 WRC: Considerações Meridionais + 🇨🇱 Rally Chile 2019 🇨🇱
Uma breve visão sobre a rodada dupla do Mundial de Rally de Velocidade pela América do Sul...

Na SS2 Avançon – Notre Dame du Laus, em função do piso mais seco, a dupla belga do Hyundai i20 WRC ficou com a primeira colocação seguidos de Sebastien Ogier / Julien Ingrassia no CItroen C3 WRC e Ott Tanak / Janne Ferm com o seu Toyota Yaris WRC. Dentro da mesma especial, o a dupla britânica Kris Meeke / Scott Martin tiveram um pneu furado próximo ao final da especial.

monte carlo 1 tanak

Já na sexta-feira (25) as coisas começaram diferentes. Logo de início a comissão de prova do Rally de Monte-Carlo decidiu cancelar a SS3 Valdrome – Sigottier 1 em função do público que estava mal localizado em alguns pontos, podendo colocar em risco a seguridade da prova. Com isso, alguns pilotos foram prejudicados no quesito dos pneus, conforme o chefe de equipe da Toyota Gazoo WRT, Tommi Makinen, mencionou durante entrevistas. Para o líder da esquadra japonesa, seus pilotos saíram em prejuízo, a partir da SS4, uma vez que a escolha dos pneus em Monte-Carlo é crucial e interdependente nas especiais.

A vitória da SS4 Roussieux – Laborel 1 (24.05 km) ficou com os franceses Sébastien Loeb / Daniel Elena, a bordo do i20 WRC, conseguindo a sua primeira vitória em uma especial com o carro sul-coreano logo no quarto trecho cronometrado do Rally, mesmo com um pneu furado no final da etapa. Tal feito foi possível porque os franceses contavam com pneus macios no carro, melhores para aquele piso que estava mais seco, enquanto a maioria dos outros competidores estavam com os pneus para gelo, em função da SS3 que foi cancelada.

monte carlo 1 loeb

A SS5 Curbans – Piegut (18.47 km), já com mais neve, foi vencida por Sébastien Ogier / Julien Ingrassia com o seu Citroen C3 WRC, seguidos pelos belgas Neuville / Gilsoul e pelos finlandeses da Toyota Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila.

Na SS6 Valdrome – Sigottier 2 o público foi realocado em alguns pontos e pode ver a vitória de Ogier / Ingrassia que acertaram na escolha de pneus ao optar por um esquema misto entre pneus macios e pneus de gelo. Já Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul cometeram um pequeno erro logo após a largada da especial, fato que custou a eles 15 segundos de atraso, fazendo com que a dupla belga aumentasse o ritmo para compensar essa diferença e ficasse no quarto lugar dentro do trecho, apenas 2 segundos atrás de Ogier. Os finlandeses da Toyota, Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila encontraram o acerto ideal do seu Yaris e marcaram exatamente o mesmo tempo de Ogier, finalizando os 20 km de especial em 13:39.5. Se por um lado as coisas andavam boas para a Citroen WRT na SS6, por outro nem tudo era alegria. Durante esse trecho, os finlandeses Esapekka Lappi / Janne Ferm tiveram um choque com alguma pedra e danificaram a suspensão dianteira esquerda do seu C3 WRC, fazendo com que terminassem a SS6 se arrastando até o final e despencando na classificação.

Na SS7 Roussieux – Laborel 2 (24.05 km) Ott Tanak / Martin Jarveoja fazem um corte em uma das curvas, danificando uma das rodas do seu Yaris WRC e perdem mais de 2 minutos de diferença para a liderança da etapa que ficou nas mãos de Loeb / Elena da Hyundai com o seu i20 WRC calçado com pneus macios.

Já na última especial do dia a SS8 Curbans – Piegut 2 (18.47 km), Thierry Neuville diminui a distância para Ogier na classificação geral ao ganhar essa especial que contava com mais neve. Além disso, Kris Meeke perdeu mais 2 minutos com o seu Toyota ao danificar mais uma vez uma das rodas do seu Yaris WRC. Elfyn Evans / Scott Martin vão fazendo um rally modesto para a M-Sport e terminam apenas em sexto lugar com o seu Ford Fiesta WRC.

monte carlo 1 ogier

Ao final dos dias 1 e 2 de competição (Quinta e Sexta-feira), a classificação geral do WRC segue da seguinte forma:

monte carlo 1 top10

Permaneça ligado no Rallybr para a cobertura dos próximos dias da glamurosa e empolgante etapa em Monte-Carlo do Campeonato Mundial de Rally.

Texto: Fernando Brondani
Fotos: Hyundai Motorsport, Toyota Gazoo Racing, Citroën Racing

Shakedown nas Redes

Classificados



Paceria Oficial