WRC 🇫🇷 Rally Tour de Corse 2019: A vaca 🐮 o pneu e o belga 🇧🇪

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Desta vez compilamos um resumo completo dos três dias de disputa na ilha da Córsega. Curvas, asfalto e mais curvas nessa etapa de asfalto do WRC

Depois da apreensão e da possibilidade de neve em alguns trechos, a ação na Córsega começou sob o sol do Mediterrâneo e com piso seco. Tais condições somadas com a novidade por parte de quase todas as especiais do Tour de Corse fariam com que a disputa fosse acirrada e, literalmente, de curva a curva.

A ação começou na sexta-feira (29) e já na primeira especial, SS1 Bavella (17.6 km), um susto para o atual líder do campeonato Ott Tänak que no meio da especial acabou cruzando por algumas vacas no caminho do seu Yaris WRC. Tal fato voltaria a se repetir com o piloto da Citroen, Sébastien Ogier que também encontraria alguns bovinos soltos, fazendo com que perdesse alguns segundos e um pouco mais adiante acabasse rodando o seu C3 WRC.

Assista no vídeo:

Veja também:

WRC: Rally da Espanha 2019 – Guia da prova e Horários de Largada WRC: Rally da Espanha 2019 – Guia da prova e Horários de Largada
Três pilotos, duas etapas e um troféu. É o que nos resta no Mundial de Rally. Agora todos os caminhos nos levam para a etapa mista da Espanha...
EXCLUSIVO 🇵🇹 Galerias com mais de 130 fotos do WRC Portugal EXCLUSIVO 🇵🇹 Galerias com mais de 130 fotos do WRC Portugal
Confira as galerias de fotos exclusivas do fotógrafo Márcio Machado no WRC portugal...

Ainda na mesma especial, o norte-irlandês Kris Meeke acabaria por furar o pneu dianteiro esquerdo do seu Toyota Yaris. E como a bruxa andava solta logo de início, nem o multicampeão Sébastien Loeb escaapou do azar: aos 9.4 km da primeira especial, o francês da Hyundai perde a traseira do seu i20 WRC e tem uma batida lateral, fazendo com que a suspensão do seu carro fosse seriamente danificada e ele perdesse 2 minutos em relação aos líderes logo na primeira especial.

4 corsega final loeb quebrado

Assim a sexta-feira seguiu com alternâncias na liderança geral entre Elfyn Evans da Ford M-Sport e Ott Tänak da Toyota. Na SS6 Alta-Rocca 2 (17.37 km) tivemos uma nova polêmica: Kris Meeke após ter batido novamente, agora danificando a suspensão do seu Yaris WRC encontrava-se lento no meio da especial. Assim, o piloto da Toyota acabou atrapalhando o então líder da prova, Elfyn Evans que acabou perdendo algo em torno de 11 segundos atrás do Yaris danificado de Meeke. Desse modo, a organização da prova acabaria, justamente, dando o mesmo tempo nessa especial para Tänak e Evans. No final da sexta-feira, a liderança geral terminou com Elfyn Evans 4.5 segundos a frente de Ott Tänak da Toyota seguidos por Thierry Neuville da Hyundai 9.8 segundos atrás.

4 corsega final elfyn

No sábado (30), mais seis trechos cronometrados serviram de palco para a disputa na ilha da Córsega. Dessa vez, tudo começou na SS7 Cap Corse 1 (25.62 km) que foi vencida por Tänak 0.6 segundos mais rápido do que Evans e 2.7 segundos mais rápido do que Sébastien Loeb que ainda passa pelo processo de adaptação ao Hyundai i20 WRC no asfalto.

Passamos para a SS9 Castagniccia (47.18 km), a maior especial da etapa da Córsega, trecho com um misto de asfalto novo, alguns curtos trechos de terra e asfalto deteriorado. Nessa mesma especial, Loeb acabou saindo de frente com o seu Hyundai i20 WRC em uma curva mais fechada, chocando-se contra um barranco. Nada grave, apenas danos cosméticos no i20 WRC do piloto francês. Enquanto isso, em ambos os carros da Citroën, Ogier e Lappi encontram dificuldades para obter aderência na dianteira do C3 WRC fazendo com que os dois pilotos ficassem abaixo das expectativas previstas pelo seu diretor de equipe, Pierre Budar.

Ainda na SS9, pela WRC 2 Pro, Kalle Rovanpera, até então líder da categoria, tem uma leve saída de traseira com o seu Skoda Fabia R5 e acaba chocando-se lateralmente contra algumas pedras. Visualmente, o carro parece bastante danificado. Fim de prova por hoje para a jovem promessa da Finlândia.

4 corsega final kalle Após a SS10 Cap Corse 2 (25.62 km) que foi vencida sem maiores dramas por Kris Meeke da Toyota, passamos para a especial seguinte. Na SS11 Désert des Agriates 2 (14.45 km), possivelmente, tivemos um dos pontos cruciais da etapa e talvez até do campeonato. Primeiramente, Jari-Matti Latvala da Toyota, aos 3.3 km da especial, após uma escapada de traseira, choca o seu Yaris WRC que viria a ter um pneu furado. Alguns minutos depois, aos 8 km da especial, o drama ficaria novamente com um piloto da Toyota: dessa vez, o até então líder da prova, Ott Tänak, de modo parecido com o de Latvala, acaba tendo um dos pneus de seu Yaris WRC furado após uma leve batida. Aqui se vão 2 minutos para trocar o pneu e as chances de vitória no Tour de Corse para o piloto da Estônia.

Tudo indicava que após o contratempo de Tänak, Elfyn Evans assumiria a liderança com segurança da prova da Córsega. No entanto, após a vitória de Thierry Neuville da Hyundai na SS11, o piloto belga parte para o ataque em busca da liderança da prova. Dito e feito! Na SS12 Castagniccia 2 (47.18 km), Neuville, andando quase no limite, fica com a vitória dessa especial, seguido por Sébastien Ogier, que mesmo enfrentando problemas de estabilidade com o seu Citroen C3 WRC, consegue terminar em segundo lugar na SS12 e Evans é apenas o quinto colocado. Assim, o belga Thierry Neuville assume a liderança geral da prova para a Hyundai, Evans cai para o segundo lugar com 4.5 segundos de desvantagem, seguido por Ogier no terceiro posto enquanto Tänak despenca após o furo de pneu e agora ocupa o sexto lugar geral.

4 corsega final neuville

Ainda na SS12, infelizmente, o recém chegado Volkswagen Polo R5 de Eric Camilli pega fogo e é consumido pelas chamas. Assim, a liderança na WRC 2, e futura vitória no domingo, passa para as mãos do italiano Fábio Andolfi com o seu Skoda Fabia R5.

4 corsega final camilli

No domingo, dia 31, tivemos apenas duas especiais SS13 Eaux de Zilia (31.85 km) e a SS14 Calvi (19.34 km), também válido como Power Stage. Menos especiais, mas nem por isso menos emoção. No primeiro trecho do domingo, a SS13, especial que não era usada no roteiro do Tour de Corse desde 1995, a vitória ficou com o galês da M-Sport, Elfyn Evans, 8.8 segundos na frente de Ott Tänak da Toyota, 10.4 segundos na frente de Teemu Suninen, também da M-Sport e impressionantes 16 segundos sobre Thierry Neuville da Hyundai, até então o antigo líder da prova.

Tudo se encaminhava para uma vitória do piloto do País de Gales pela Ford M-Sport, principalmente porque tínhamos agora somente uma especial pela frente. Nem o melhor dos videntes, pai de santo ou seja quem for, poderia prever o que aconteceria nos últimos metros da SS14 Calvi. A medida em que todos os pilotos faziam o seu percurso pelos 19.34 km da SS14, algumas curvas iam acumulando mais sujeira, tornando o asfalto mais liso naqueles pontos. Quem sabe, tenha sido isso que aconteceu com Elfyn Evans, provocando a sua tragédia pessoal. Quem sabe, não. Não vamos fazer um exercício de suposição aqui. O fato é que praticamente no final da especial, após a conclusão de Thierry Neuville da Hyundai, que já reclamava do seu tempo insatisfatório, Elfyn Evans, por algum motivo até agora inexplicável, acaba por ter um pneu furado do seu Ford Fiesta WRC.

4 corsega final elfyn entrevista

Tal episódio dramático fez com que o galês perdesse mais de 1 minuto durante essa última especial. Assim, com um sorriso amarelo mas satisfeito, Thierry Neuville subiu a rampa da vitória com o seu Hyundai i20 WRC. O segundo lugar geral ficou com Sébastien Ogier da Citroën, seguido pelo desolado Elfyn Evans, que após um final de semana muito bom, ficaria apenas com o terceiro lugar na prova.

4 corsega final neuville podio

4 corsega final resultados

Com isso, temos um novo líder na classificação do campeonato: Thierry Neuville assume a ponta da tabela, seguido pelo experiente Sébastien Ogier e pelo rápido e azarado Ott Tänak.

4 corsega final class pilotos

No mundial de construtores, a Hyundai, após a troca de comando, agora com Andrea Adamo, assume a liderança na classificação das equipes.

4 corsega final class construtores

Assim termina a cobertura do Blog Shakedown, aqui no Rallybr. Nos vemos daqui três semanas, agora in loco, no clássico Rally Argentina com esse apaixonado por Rally que vos escreve.

Até mais!

Texto: Fernando Brondani
Foto: WRC, M-Sport, Vladislav Maschl, FR Rally, Hyundai Motorsport

 

Shakedown nas Redes

Classificados



Paceria Oficial