Proto pode se tornar a grande evolução do rally 4x4 no Brasil

Proto pode se tornar a grande evolução do rally 4x4 no Brasil

User Rating: 5 / 5

Projeto que nasceu na Bolívia chega ao País e contribuirá com a evolução do parque automotivo de competição

 

Transformar um Mitsubishi Lancer, versões 8, 9 ou 10, ou um Subaru Impreza, em um carro totalmente moderno e competitivo. Esta é a proposta do mais novo projeto de rali de velocidade no Brasil, o Proto.

Trata-se de um projeto que usa mecânica dos modelos já existentes no mercado, com tração 4x4, mas que recebem uma nova “bolha”. Por exemplo, o Proto pode ser a alternativa para o competidor andar em um Peugeot 208, um Toyota Etios, um Volkswagen Polo, um Fiat Argo, um Chevrolet Onix, só que com tração 4x4 e até 300 HPs de potência.

Veja também:

Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut querem recuperar pontos no Brasileiro de Rally Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut querem recuperar pontos no Brasileiro de Rally
Dupla gaúcha destaca expectativa por estreia no Rally de Rio Negrinho, no próximo final de semana...
Scuderia Rossi vai disputar seu primeiro Rally Rio Negrinho Scuderia Rossi vai disputar seu primeiro Rally Rio Negrinho
Terceira etapa do Brasileiro acontece neste final de semana e time gaúcho destaca expectativa positiva para a corrida...

Como conseguir isso? Julio Romi, da Pro Romi Racing, é um piloto de rali e preparador de carros de competição, que atua no esporte há várias décadas.

Tem sua empresa sediada em Florianópolis, SC, e em 2020, fechou parceria com a Ramirez Competição, empresa boliviana que desenvolveu os primeiros Protos para o rali da América do Sul, há cerca de oito anos.

Com a parceria, a Pro Romi Racing passa a representar a Ramirez Competição no Brasil e a desenvolver os novos bólidos no país. Já em solo “brazuca”, Julio foi buscar a parceria da Abadia Competições, uma das empresas que há mais tempo atua neste segmento de preparação e evolução de carros de rali.

A parceria brasileira acredita que pode entregar ao rali nacional carros de alta performance, aproveitando a mecânica de modelos que já não tem mais fabricação, mas que com o upgrade do projeto Proto, se tornam competitivos ao nível dos veículos mais potentes existentes no País.

Para quem for adquirir um carro destes, precisa apenas possuir um modelo Lancer, versões 8, 9 ou 10, ou um Impreza, além claro, do novo modelo a ser aplicado, por exemplo um Fiat Argo. A partir disso, a equipe de Julio Romi entra em operação para montar o novo carro.

O custo de montagem gira em torno de 20 mil dólares, afora claro o valor dos dois veículos, que ao final, será um novo Proto e pronto para competir.

O projeto

O Proto começou a ser desenvolvido na América do Sul, pela Bolívia, através da Ramirez Competições. Com oito anos, o projeto já ganhou importantes upgrades e com isso se tornou extremamente competitivo na categoria Rally 2 (carros de tração 4x4).

A bolha, conforme falado acima, pode ser de inúmeros modelos produzidos atualmente no Brasil. A mecânica “por baixo do capô”, é a mesma dos Lancers ou Imprezas. O ajuste em alguns setores, como eletrônica e gabarito do novo modelo, é que vão tornar o Proto um “super carro” de rali de velocidade.

Na América do Sul já há modelos na Bolívia, Paraguai e Argentina. Julio explica que o objetivo já é ter os primeiros brasileiros competindo com os Protos em 2021.

O projeto Proto Brasil é uma iniciativa da Pro Romi Racing em parceria com a Abadia Competições, YouRace Brasil e Maxxis Pneus. Contatos podem ser feitos pelo fone (48) 99622-2723.

Edson Castro
Gestor de Conteúdo
Prime Comunicação
Foto: Dominguez Fotografia/Divulgação

Curtir
Curtir
Aí Sim!
Amei
#chatiado
PQP!
#tixti
0
0
0
0
0
0