Velocidade

Campeonato Brasileiro de Rally

Problema mecânico impede equipe erechinense de completar o difícil Rally de Estação

Prova teve mais de 40 carros largando e pouco mais da metade completando na etapa de abertura do Gaúcho de rali de velocidade
O começo do Campeonato Gaúcho de Rali de Velocidade não foi como a dupla erechinenses, Marcos da Silva e Edgar Marsarotto Junior gostariam. Em um rali extremo, de alta velocidade mesclando trechos bastante técnico, quase metade dos competidores não conseguiu completar a corrida. Caso da equipe “Conforme comentamos anteriormente, na primeira prova do ano sempre ocorrem muitas quebras e infelizmente nós fazemos parte desta estatística. O carro está estava muito bom durante os testes lá mesmo em Estação. Porém, quando largamos no primeiro trecho o Tutti (Marcos da Silva), notou um problema na embreagem e nas retas onde precisava de potência o carro não rendia o que deveria, mesmo assim completamos em 3º lugar, só que a partir da segunda especial os problemas aumentaram, numa pista de alta velocidade como é Estação a potência é fundamental”, explica Marsarotto. “Ao largar na terceira especial perdemos a embreagem e ficamos alguns minutos parados até o Tutti conseguir fazer o conserto que nos permitisse ao menos prosseguir, tivemos que fazer praticamente toda especial em terceira e quarta marchas e no trecho seguinte tínhamos apenas a terceira, onde eu pude ver toda habilidade do piloto que fez uma pilotagem acima do que as condições do carro nos permitia. Tínhamos que entrar mais forte em todas curvas de baixa por andar somente com uma marcha e o Tutti não cometeu erros, foi perfeito e mesmo nestas condições chegamos no apoio ainda na terceira posição em nossa categoria, porém não conseguimos largar para a última volta de sábado e tivemos que abandonar a corrida, sem condições de consertar a tempo para andar no domingo”, amplia o navegador. De acordo com ele, a prova estava muito boa. “Mesmo com os nossos problemas enquanto andamos procuramos fazer o nosso melhor, as estradas estavam muito boas e organização do Rally de Estação está mais uma vez de parabéns. Agradecemos a todos nossos apoiadores que aceitaram nosso convite para exibirem suas marcas junto com a gente, pois é nestes momentos de crise que os mais corajosos se destacam e superamos junto estes momentos. Ao público que estava presente em vários locais e que sempre nos incentivaram em cada passada mesmo quando estávamos andando em más condições de apresentar um espetáculo melhor para eles e ainda ao Rodrigo Tasso e família que foram lá para assistir ao Rally e acabaram nos dando uma baita força no apoio para tentar fazer com que voltássemos para as pistas, enfim a todos deixamos o nosso muito obrigado”, completa Marsarotto. Agora a dupla se prepara para a segunda etapa da temporada, que acontecerá junto ao Rally de Erechim, maior corrida do Brasil, que além do Gaúcho, sediará ainda etapas dos campeonatos Brasileiro e Sul-americano, no mês de maio. Prime Comunicação
Texto e foto: Edson Castro